quinta-feira 13 de junho de 2024

Fake news: empresária que pediu intervenção militar contra governadores se diz ‘arrependida’

3 de abril de 2020 3:36 por Marcos Berillo

Curso na empresa de Fátima Montenegro chega a custar R$ 960 | Reprodução

O discurso ensaiado, pedindo até o Exército nas ruas para intimidar os governadores e reabrir o comércio diante da pandemia de Covid-19, além da mofada caça aos comunistas, não enganou a todos. A história da mulher que, aos prantos, teria comovido o presidente Jair Bolsonaro ao pedir a reabertura do comércio para garantir o sustento da família é mais um fake.

Fátima Montenegro é o nome dela. O que faz? É empresária e militante bolsonarista. A mulher é aposentada e dona da ABZ Caligrafia, uma grande empresa de Brasília.

De acordo com o jornalista do Grupo Globo Guilherme Caetano, um curso de caligrafia técnica na empresa da mulher que afirmou estar prestes a passar necessidade chega a custar R$ 960. “Fátima se diz pedagoga, calígrafa e professora há 30 anos. Nas redes sociais, ela compartilha imagens de convocações para atos contra o STF, o Congresso e a imprensa”, relata.

Com a repercussão que o caso alcançou, ela se diz arrependida do que falou, segundo entrevista ao portal Metrópoles. A “atriz” agora conta que a intenção era apenas fazer um apelo para que o comércio voltasse a funcionar.

“Por que falei isso? Não pedi intervenção [militar]. Se não estão deixando abrir o comércio, não pode deixar ninguém fazer [nada], põe o exército para pelo menos proteger a gente. Porque vão prender a gente. Não tive outra intenção. Me arrependi tanto de falar isso. Por que não veio polícia na minha cabeça?”, disse.

Entre os parlamentares, o deputado federal Alexandre Frota demonstrou indignação com tamanha indecência. “Chega ao fim mais uma farsa. Fátima Montenegro a mulher que se passou por vítima de perder o emprego e implorou para Bolsonaro o fim da Quarentena é uma empresária de Brasília e militante do Bolsonarismo. Foi colocada estrategicamente no dia para criar a comoção. Que vergonha”, twitou.

Fake deixa deputado Alexandre Frota indignado | Reprodução Twitter

Mais lidas

Alagoas conta com Núcleos de Apoio ao Fumante em 13 municípios

3 de abril de 2020 3:36 por Marcos Berillo Com o objetivo de ajudar

STF volta a julgar recurso de Collor para anular condenação por corrupção na Lava-Jato

3 de abril de 2020 3:36 por Marcos Berillo O Supremo Tribunal Federal (STF)

Marielle: a quem se destina a terra?

3 de abril de 2020 3:36 por Marcos Berillo Por Eliane Brum, do portal

CPI da Braskem tem 35 dias para concluir investigação, que inclui visita aos bairros destruídos

3 de abril de 2020 3:36 por Marcos Berillo Com o objetivo de investigar

Sem declarar IR cidadão não pode sequer receber prêmio de loteria que, acumulada, hoje sorteia

3 de abril de 2020 3:36 por Marcos Berillo O prazo para entrega da

Risco de morte após a febre chikungunya continua por até 84 dias, diz Fiocruz

3 de abril de 2020 3:36 por Marcos Berillo Em meio à epidemia de dengue

Saúde volta a alertar alagoanos sobre medidas de prevenção contra a dengue

3 de abril de 2020 3:36 por Marcos Berillo A Secretaria de Estado de

PF indicia filho de Bolsonaro por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

3 de abril de 2020 3:36 por Marcos Berillo A Polícia Federal em Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *