quinta-feira 13 de junho de 2024

Deputados querem investigar denúncias contra o Lacen

23 de abril de 2020 6:40 por Marcos Berillo

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Alagoas deve investigar denúncias de irregularidades feitas pelo deputado Davi Maia contra o laboratório Lacen, responsável pela testagem da Covid-19 no Estado. Entre as precariedades, ele citou a falta de testes, o acesso restrito ao teste apenas ao grupo de risco e a demora na entrega dos resultados.

Deputada Jó Pereira quer investigação conjunta de comissões parlamentares | Ascom ALE

Na sessão dessa quarta-feira, 22, Maia disse que levaria as denúncias à Comissão de Direitos Humanos da Casa. A deputada Jó Pereira, que faz parte da Comissão de Saúde, quer que as supostas irregularidades sejam investigadas, fiscalizadas e apuradas conjuntamente pelas duas comissões.

Segundo ela, tais denúncias “justificariam” a alta taxa de mortalidade em Alagoas. “Como demora a sair o resultado, muitas pessoas são encaminhadas para isolamento domiciliar, quando deveriam ser encaminhadas para leitos de retaguarda ou até mesmo de terapia intensiva. Porque, em Alagoas, os casos diagnosticados com Covid-19 já estão chegando às unidades hospitalares quando há pouco a se fazer?”, questionou.

Para a deputada, por esse motivo, a proporção de pacientes internados em leitos de retaguarda com a proporção de internamentos em leitos de UTI é muito maior em Alagoas do que em outros estados.

“Hoje o mundo inteiro, especialmente Alagoas, paga pela falta de investimentos nas áreas de saúde e

Deputado Davi Maia fez graves denúncias contra o Lacen | Ascom ALE

pesquisa. Estamos pagando todos, nossa economia está parada por falta de investimentos na área da saúde”, prosseguiu a parlamentar.

“Há três anos venho cobrando o aumento de mais 1% no orçamento da saúde, que não foi executado em nenhum dos anos. Com esse investimento, talvez hoje tivéssemos uma estrutura melhor de saúde pública em Alagoas. A gente clama para que esse erro nacional, de não priorizar a saúde, o saneamento e a educação não persista”.

A deputada se referiu à emenda orçamentária, de autoria da Comissão de Orçamento e encabeçada por ela, destinando 1% dos recursos do orçamento do Estado (mais de R$ 100 milhões) para a saúde, especialmente para o atendimento oncológico.

Mais lidas

Alagoas conta com Núcleos de Apoio ao Fumante em 13 municípios

23 de abril de 2020 6:40 por Marcos Berillo Com o objetivo de ajudar

STF volta a julgar recurso de Collor para anular condenação por corrupção na Lava-Jato

23 de abril de 2020 6:40 por Marcos Berillo O Supremo Tribunal Federal (STF)

Marielle: a quem se destina a terra?

23 de abril de 2020 6:40 por Marcos Berillo Por Eliane Brum, do portal

CPI da Braskem tem 35 dias para concluir investigação, que inclui visita aos bairros destruídos

23 de abril de 2020 6:40 por Marcos Berillo Com o objetivo de investigar

Sem declarar IR cidadão não pode sequer receber prêmio de loteria que, acumulada, hoje sorteia

23 de abril de 2020 6:40 por Marcos Berillo O prazo para entrega da

Risco de morte após a febre chikungunya continua por até 84 dias, diz Fiocruz

23 de abril de 2020 6:40 por Marcos Berillo Em meio à epidemia de dengue

Saúde volta a alertar alagoanos sobre medidas de prevenção contra a dengue

23 de abril de 2020 6:40 por Marcos Berillo A Secretaria de Estado de

PF indicia filho de Bolsonaro por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

23 de abril de 2020 6:40 por Marcos Berillo A Polícia Federal em Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *