terça-feira 28 de maio de 2024

O Nordeste é o alvo da fúria fascista

5 de junho de 2020 5:05 por Geraldo de Majella

Beneficiárias do Programa Bolsa Família

Ao autorizar o corte de R$ 83,9 milhões do Programa Bolsa Família (PBF) no Nordeste, o presidente Jair Bolsonaro revela não perdoar o povo nordestino por resistir na oposição ao seu governo.

Qual seria a justificativa? Não foi apresentada e, certamente, algum burocrata da assessoria do ministro Paulo Guedes já tem uma justificativa pronta na gaveta. O certo é que os 83,9 milhões retirados do Bolsa Família tem como destino a Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência da República). Esse dinheiro vai irrigar as contas bancárias de centenas de blogueiros e dezenas de sites que espalham fake news.

Alagoas tem 660.284 famílias inscritas no Cadastro Único da Assistência Social. Dessas, apenas 406.889 são beneficiárias do PBF – 31,50% das famílias, aproximadamente – que, em maio (2020), receberam R$ 72.849.520,00 (setenta e dois milhões, oitocentos e quarenta e nove mil e quintos e vinte reais), cujo valor médio é de 179,04, por família. Os R$ 83,9 milhões equivalem a pouco mais de um mês do pagamento do PBF em Alagoas.

Mas, como o vento mudou de direção com a instalação da CPMI das Fake News e a abertura do processo no STF, para investigar a origem das redes de fake news, e quem as mantém, o horizonte começa a clarear.

A resistência dos nordestinos vai continuar e, mais organizada, os governadores e os prefeitos têm papel essencial nesse processo. As divergências locais tendem a serem superadas ou minimizadas. O principal inimigo a ser derrotado é o fascismo instalado no Palácio do Planalto.
A mobilização da sociedade é outro fator importante e o somatório de forças e energia vai ser o combustível que mudará os rumos do Brasil. Essa luta não pode ser pela metade, só é possível derrotar o fascismo enfrentando-o nos parlamentos, nas ruas, nos sindicatos, nas fábricas, no campo, em todas as frentes.

A unidade dos nordestinos será importante para unir a Nação na defesa da democracia.

Depois é outra história!

Mais lidas

Marielle: a quem se destina a terra?

5 de junho de 2020 5:05 por Geraldo de Majella Por Eliane Brum, do

Sem declarar IR cidadão não pode sequer receber prêmio de loteria que, acumulada, hoje sorteia

5 de junho de 2020 5:05 por Geraldo de Majella O prazo para entrega

Risco de morte após a febre chikungunya continua por até 84 dias, diz Fiocruz

5 de junho de 2020 5:05 por Geraldo de Majella Em meio à epidemia de

Saúde volta a alertar alagoanos sobre medidas de prevenção contra a dengue

5 de junho de 2020 5:05 por Geraldo de Majella A Secretaria de Estado

PF indicia filho de Bolsonaro por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

5 de junho de 2020 5:05 por Geraldo de Majella A Polícia Federal em

FAEC anuncia calendário anual de eventos esportivos para o público escolar

5 de junho de 2020 5:05 por Geraldo de Majella A Federação Alagoana de

Bar do Doquinha: o lar enluarado da boemia

5 de junho de 2020 5:05 por Geraldo de Majella Por Stanley de Carvalho*

1 Comentário

  • O genocídio galopa enquanto as esquerdas se dividem entre ir às ruas ou não ir às ruas… O genocídio em curso deixará sangue em muitas mãos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *