terça-feira 28 de maio de 2024

A maldade dessa gente é uma arte

8 de junho de 2020 9:16 por Geraldo de Majella

O governador Rena Filho e o secretario George Santoto

O governador Renan Filho e o secretário da fazenda George Santoro, não perderam um dia sequer, mesmo em meio à pandemia do coronavírus, para continuar tocando o projeto de privatização da Casal. A discussão não é privatização versos concessão, pouco importa, isso é uma filigrana jurídica para atenuar a repercussão negativa.

O resultado desse modelo é sabido, os trabalhadores são as primeiras vítimas, ao perderem os seus empregos. Foi assim que ocorreu com a privatização da Ceal. A Equatorial, empresa que comprou a Ceal, nos primeiros dias, anunciou um programa de demissão voluntária e milhares de trabalhadores foram demitidos.

Ainda sobre o modelo: a Casal que é rentável será entregue ao concessionário por 35 anos. Mamão com açúcar, e mais uma linha de financiamento do BNDES de 2,6 bilhões. Maceió e cidades do entorno garantem receitas que mantém o sistema de tratamento e abastecimento de água de Alagoas.

Slide 1
Slide 2

A grande engenharia empresarial arquitetada pelo governador e pelo secretário da fazenda é privatizar o patrimônio público com linha de financiamento garantida por um banco público, o BNDES.

As cidades do interior de Alagoas, vão continuar com a Casal, exatamente a parte da companhia que é pouco rentável, essa parte, claro, não interessa ao mercado. O governo de Alagoas é quem vai continuar administrando.

Abastecimento de água é serviço estratégico e deve ser administrado pelo Estado, no mundo inteiro é assim, em muitos lugares onde houve privatização do serviço, hoje, vem sendo estatizado. Alagoas, vai no sentido contrário.

Renan Filho, ardilosamente aproveita a pandemia e passa o rolo compressor no patrimônio público. A Casal é a única empresa estatal que restou depois da derrocada do estado de Alagoas, com o fatídico Acordo dos Usineiros.

Quem vai ganhar com essa venda, além dos empresários? A população alagoana certamente não será. Essa pergunta precisa ser respondida.

Fiquem certos de que a maldade dessa gente é uma arte!

Mais lidas

Marielle: a quem se destina a terra?

8 de junho de 2020 9:16 por Geraldo de Majella Por Eliane Brum, do

Sem declarar IR cidadão não pode sequer receber prêmio de loteria que, acumulada, hoje sorteia

8 de junho de 2020 9:16 por Geraldo de Majella O prazo para entrega

Risco de morte após a febre chikungunya continua por até 84 dias, diz Fiocruz

8 de junho de 2020 9:16 por Geraldo de Majella Em meio à epidemia de

Saúde volta a alertar alagoanos sobre medidas de prevenção contra a dengue

8 de junho de 2020 9:16 por Geraldo de Majella A Secretaria de Estado

PF indicia filho de Bolsonaro por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

8 de junho de 2020 9:16 por Geraldo de Majella A Polícia Federal em

FAEC anuncia calendário anual de eventos esportivos para o público escolar

8 de junho de 2020 9:16 por Geraldo de Majella A Federação Alagoana de

Bar do Doquinha: o lar enluarado da boemia

8 de junho de 2020 9:16 por Geraldo de Majella Por Stanley de Carvalho*

2 Comentários

  • É crime! É crime! Povo alienado vai englolir mais essa. Menos de 40% de saneamento e entregamos a Casal? Povo acomodado, medroso, preguiçoso, aburguesado! Engula mais essa. A vingança, é que essa classe média da Globo vai se ferrar tb.

    • Arte é descontextualizada de maldade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *