Covid-19: UTI do Hospital das Forças Armadas registra 90% de ocupação

Unidade chegou a adquirir contêiner para armazenar corpos

1
Por Da Redação

Fachada do Hospital das Forças Armadas, em Brasília |Ed Alves/CB/D.A Press

Nem o Hospital das Forças Armadas (HFA) está livre da situação dramática da Covid-19 no país. Segundo a coluna do jornalista Vicente Nunes, do Correio Braziliense, a UTI que atende a pacientes contaminado pelo novo coronavírus atingiu o nível crítico de 90%. O hospital contratou um contêiner frigorífico para estocar corpos.

O Ministério da Defesa confirmou a informação por meio de nota. Profissionais do hospital relatam que o perfil de internados está cada vez mais jovem e ocupando os leitos por mais tempo.

“O Ministério da Defesa informa, por meio do Hospital das Forças Armadas (HFA), que a taxa de ocupação atual é de 90% na UTI. O HFA é um hospital de referência no tratamento do Coronavírus e tem participado ativamente do tratamento da Covid-19 nos níveis ambulatorial e de pronto atendimento. As internações são no nível enfermaria e UTI. Desde setembro de 2020, foi contratado um contêiner frigorífico”, ressalta a nota.

De acordo com os jornalistas Vicente Nunes e Jéssica Eufrásio, “para representantes do governo, a superlotação no HFA e a contratação de contêiner para a estocagem de corpos devem provocar abalo no Palácio do Planalto”.

É que o presidente Jair Bolsonaro renega a gravidade da Covid-19 no país, desestimula o uso de vacinas e é totalmente contrário à adoção de medidas restritivas para conter a disseminação do vírus.

1 comentário

Deixe uma resposta