“Os Meninos da Parte Alta” é livro de estreia do poeta Madson Costa

2

1 de abril de 2021 por Jonas Marques

Por Jonas Marques

Capa de Oriana Perez

O poeta alagoano Madson Costa, de 19 anos, publicou recentemente seu primeiro livro de poemas “Os Meninos da Parte Alta”, marcando sua estreia literária, através da editora Parresia. Apesar de já ter sido selecionado em várias antologias poéticas, essa é sua primeira publicação solo. O livro foi feito em edição bilíngue, contendo um capitulo inteiramente escrito em inglês, o que, de acordo com o autor, serve para abarcar um nicho maior de leitores. Além disso, ele também explica que essa é uma edição limitada, mas que haverá o lançamento de uma outra edição escrita completamente em português e com mais conteúdo.

“Os Meninos da Parte Alta consiste na reunião de vários poemas que escrevi ao longo de dois anos, além de um ensaio, “Onde estão os negros”, um manifesto literário, “Manifesto Parte Alta”, e um capítulo em inglês. Com esse livro, eu tento fazer uma análise sócio-poética da realidade de Maceió, traçando uma relação dialética e geográfica entre os espaços da cidade. Essa relação se dá através do ordenamento dos capítulos e os temas abordados. Os Meninos é um grito poético e social”, explica o autor.

Por fim, ele evidencia que “a linguagem da obra é totalmente acessível e de fácil compreensão, é uma leitura gostosa e rápida, mas potente e crítica, que aborda questões sociais, como nos poemas do primeiro capítulo “Poemas da Parte Alta, coisas mais sentimentais, no capítulo “Poemas da Parte Baixa”, e coisas que tendem um pouco ao hermético, como visto no último capítulo “Cânticos Esquecidos Pela Manhã”.

Para adquirir a obra, que custa 35,00 R$, basta apenas entrar em contato com Madson através de seu Instagram, @madson_costaa, ou seu número (82) 98181-9545, e agendar um horário específico com o autor. Segundo ele, a produção do livro aconteceu devido ao grande apoio que recebeu de seus colegas, como os escritores Vanderlei Tenório, que foi responsável pela apresentação do livro, Lucas Lisboa, responsável pelo prefácio, Wellington Amâncio, que cuidou das questões editoriais, a artista visual Oriana Perez, que desenvolveu o projeto gráfico, o canadense Florent Salambier, revisor do capítulo em inglês, e o fotógrafo Guilherme Jerônimo, responsável pela foto contida na obra.

2 Comentários

  1. Emerson Eduardo Rodrigues Setim em

    Esse autor é uma merda.
    Vangloria-se de usar impostos indevidamente. Um mau-caráter de primeira.
    Deveria ser denunciado ao Ministério da Cultura.

Deixe uma resposta