Governo desiste do desconto previdenciário de 14% para servidores da Educação

Renan Filho anunciou a criação de uma bolsa de R$ 1.500 para os professores que queiram atuar com mentoria no retorno das atividades presenciais

0
Por Da Redação

Governador Renan Filho anunciou a decisão de rever a Reforma da Previdência Estadual | Agência Alagoas

Os servidores inativos da Educação de Alagoas estão fora do desconto previdenciário de 14%. O governador Renan Filho anunciou a decisão de rever a Reforma da Previdência Estadual nessa terça-feira, 8, após ouvir os secretários da Fazenda, George Santoro, e do Planejamento, Gestão e Patrimônio, Fabrício Marques.

Outra novidade é a criação de uma bolsa de R$ 1.500 para os professores que queiram atuar com mentoria no retorno das atividades presenciais. “Decidimos retirar o desconto para os aposentados que ganham abaixo do teto do INSS, que, no caso da Educação, são todos. Além disso, com o retorno das aulas presenciais, os professores terão a opção de receber uma bolsa de R$ 1.500 ao mês para atuar com a mentoria de alunos. Quem optar por receber essa bolsa, vai acompanhar um grupo de alunos e trabalhar para a evolução destes estudantes”, afirmou.

Ainda de acordo com o governador, o Estado vai buscar formas de aumentar os salários dos professores da rede estadual de ensino em todos os níveis da carreira. No momento, a Lei Federal 173 impede a elevação de salário de servidores públicos, mas o governo vai, segundo Renan Filho, trabalhar para a valorização da carreira do magistério.

O aumento do salário e a bolsa para mentoria elevarão o patamar de renda da categoria. “Somando-se esta bolsa à melhoria salarial, estaremos praticamente dobrando o vencimento dos professores da rede estadual. Por exemplo, um professor de 40 horas que, em média, ganha R$ 3 mil, passará a ganhar R$ 6 mil”, explicou Renan Filho.

Banner

Deixe uma resposta