Prefeitura busca apoio na iniciativa privada para despoluir orla de Maceió

Município e Ademi buscam restaurar e construir novas estações elevatórias para evitar línguas de esgoto nas praias

0

Parceria pretende solucionar antigo problema das praias da capital | Ascom Ademi

A Prefeitura de Maceió vem articulando uma parceria público-privada com a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Alagoas (Ademi-AL) para tentar resolver o problema das línguas de esgoto, que afeta o principal cartão-postal da capital alagoana: as praias.

A solução está nas estações elevatórias de drenagem, que realizam o tratamento de esgoto e melhoram a balneabilidade das praias urbanas da cidade. Um grupo de trabalho apurou que, das onze estações que tratam o esgoto e dão o devido encaminhamento aos efluentes que chegam dos empreendimentos e moradias da Orla Marítima, apenas cinco estão em funcionamento. As outras seis foram danificadas por conta das chuvas e dos efeitos da maresia ao longo do tempo.

A expectativa da prefeitura é que, após a parceria com a Ademi, além das onze estações elevatórias existentes, Maceió ganhe outras seis.

Esgoto é despejado em praia de Maceió | IMA/AL

Esta proposta apresentada pela Ademi ao Município está em fase de análise, pois o Executivo é quem deve desenvolver o projeto-base. Para dar celeridade a essa demanda, a Gerência da Orla, coordenada pela Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel), junto à equipe do GT da prefeitura, tem realizado visitas técnicas para elaboração do projeto, orçamentos e viabilidade técnica.

“A Ademi-AL procurou a prefeitura e propôs executar este projeto tão importante para a cidade. A orla é o nosso principal cartão postal e, com certeza, a resolução deste antigo problema elevará ainda mais a competitividade do destino”, ressaltou o secretário da Semtel, Ricardo Santa Ritta.

Deixe uma resposta