Direitos garantidos: julho, o mês do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)

Campanha, que comemora os 31 anos do ECA, será realizada para reivindicar direitos que pedem mais urgência

0
Por Da Redação

Julho é o mês do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) I foto: arquivo/PMJ

Em um mês tão importante, onde são exaltados e ainda mais valorizados todos os direitos que a eles pertencem, uma campanha está sendo lançada pelo CEDECA Zumbi dos Palmares para comemorar o aniversário do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Todos os direitos das crianças e adolescentes devem ser contemplados e a campanha é justamente para alertar a sociedade que alguns estão pedindo mais urgência nesse atual momento. As crianças têm o direito a educação de qualidade? Sim. Mas, para estudar, a alimentação precisa ser de qualidade, para garantir a saúde de cada um.

Campanha é feita para reivindicação de direitos que são mais urgentes I Foto: reprodução

A fome voltou a ser um problema constante e com um índice muito alto no Brasil. O aumento do desemprego e a pandemia afetaram a renda de milhares de famílias. Em Alagoas, são mais de meio milhão de pessoas em situação de extrema pobreza, o que é preocupante e acaba afetando diretamente na vida de crianças e adolescentes.

Outro problema que assusta é a violência em grande número. Entre janeiro de 2012 e outubro de 2020, 14% dos mortos após intervenção policial em Alagoas eram adolescentes entre 14 e 17 anos de idade.

“Este ano, estamos celebrando o direito à vida. Tão valioso e fundamental. E, para garantir dignidade à vida das crianças e adolescentes, continuaremos na luta para que os recursos do FECOEP sejam empregados diretamente no combate à fome e à miséria”.

Deixe uma resposta