Documentário sobre crime da Braskem será lançado dia 5, na Igreja Batista do Pinheiro

0
Por Da Redação

 

Bairros se assemelham a cenário de guerra | Foto: 082noticias

A Igreja Batista do Pinheiro será palco, na próxima quinta-feira, 5, do lançamento, em Maceió, do documentário que mostra a tragédia provocada pela mineradora Braskem S/A, que destruiu cinco bairros e várias localidades na capital alagoana. Por causa da pandemia, o evento terá programação especial, com duas sessões. Os horários ainda serão confirmados pelos organizadores.

Empresa do Grupo Odebrechet, a Braskem é responsável pela remoção de mais de 67 mil pessoas, obrigadas a deixarem suas moradias que foram destruídas por rachaduras e pelo afundamento do solo nos cinco bairros. O crime geológico, considerado o maior do mundo e sem precedentes, teve origem na escavação desenfreada do solo para retirada do minério sal-gema, por mais de 40 anos.

Cineasta Carlos Pronzato estará em Maceió para o lançamento do documentário | Reprodução Instagram

Intitulado “A Braskem passou por aqui: a tragédia de Maceió”, o documentário, já exibido em vários veículos de comunicação do país, foi produzido pelo cineasta Carlos Pronzato, que durante vários dias acompanhou de perto o drama dos moradores e empreendedores atingidos. São 67 mil moradores, 4.500 empreendedores, 30 mil trabalhadores demitidos e 15 mil residências destruídas.

Com 1 hora e 20 minutos de duração, o documentário traz depoimentos, fala da omissão dos poderes constituídos, da sensação de impunidade das vítimas e o futuro incerto em relação ao pagamento das indenizações pela Braskem. A empresa é acusada de não dialogar com as vítimas sobre valores das indenizações, prazos, retirada de proprietários das casas.

Depois de 40 anos em atividade em Maceió, a Braskem deixa para os alagoanos danos físicos, morais, emocionais e financeiros permanentes, soterrando memórias, o passado e o futuro de todos os afetados.

Deixe uma resposta