Braskem tem alta de 185% na Bolsa

Segundo o Valor Econômico, empresa responsável pelo afundamento do solo em Maceió segue rumo aos R$ 100 bi de receita

0
Por Da Redação

Planta de cloro-soda da Braskem, em Maceió | Divulgação

De um lado, milhares de famílias e empresários se sentindo desamparados, nos cinco bairros de Maceió atingidos pelo afundamento do solo provocado pela exploração de sal-gema. Do outro, recordes históricos de faturamento e índices na Bolsa de Valores.

Segundo informações do Valor Econômico, a Braskem – maior produtora de resinas das Américas – deve encerrar 2021 com números históricos. “A caminho de alcançar receita líquida anual de R$ 100 bilhões – quase o dobro do visto em 2019 e 71% acima do registrado no ano passado -, a companhia nunca valeu tanto em bolsa”, diz o texto publicado pelo portal na última sexta-feira, 10.

De acordo com a nota, desde janeiro deste ano, as ações da Braskem acumulam alta de 185% na B3 “e há espaço para mais, na visão dos bancos de investimento, mantidas as condições atuais de câmbio e spreads (margens) petroquímicos”.

Deixe uma resposta