Curta-metragem “A Barca”, de Nilton Resende, representa Alagoas na 20ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

0
Por Vanderlei Tenorio

Os finalistas da 20 ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro foram divulgados, nesta terça-feira (28), pela Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais.  Os longas-metragens com maior número de indicações (15) são “Boca de Ouro”, de Daniel Filho, e “Pacarrete”, de Allan Deberton, seguidos de “A Divisão – O Filme”, de Vicente Amorim (8).

A cerimônia de premiação será realizada no dia 28 de novembro, com transmissão ao vivo pela TV Cultura.  A lista de finalistas reúne mais de 900 profissionais indicados, 20 longas-metragens brasileiros e 10 longas estrangeiras, além de 18 curtas brasileiros e 16 séries. 

Nesse ensejo, Alagoas surge representada na categoria ‘Melhor Curta-Metragem Ficção’, pelo premiado e aclamado curta-metragem “A Barca” (2019), do diretor e roteirista Nilton Resende.

Divulgação

Baseado no conto “O Natal na barca” (1958), de Lygia Fagundes Telles, o curta-metragem alagoano é o primeiro filme escrito e dirigido por Nilton Resende, traça o encontro de duas mulheres com perspectivas diferentes sobre a solidão. Uma delas, ao embarcar e ser perguntada pela condutora sobre qual seria a sua parada, responde: “mas essa barca vai pra onde?” Sem resposta, a viagem se inicia rumo ao desconhecido e nos damos conta de que mais importante que o destino é a forma como se perfaz o caminho.

O curta-metragem ‘‘A Barca’’ (2019), de Nilton Resende, vem recebendo importantes críticas no meio cinematográfico nacional e internacional, e já conquistou, ao todo 30 prêmios, nacionalmente e internacionalmente – é um dos curtas brasileiros com mais participações em festivais nos últimos tempos. O curta foi um dos projetos contemplados no IV Prêmio de Incentivo à Produção Audiovisual em Alagoas/Secult-AL (em parceria com os Arranjos Regionais do FSA), com produção da La ursa Cinematográfica em coprodução com a VTK.

Na categoria ‘Melhor Curta-Metragem Ficção’, Nilton Resende concorre com Fernando Sanches, por “5 Estrelas”, Naty Mendl, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda e Vita Pereira, por “Perifericu”, Issis Valenzuela, por “Receita de Caranguejo”, Grace Passô, por “República” e Yuri Costa, por “Egum”.

Os vencedores serão escolhidos numa votação entre os sócios da Academia. O público também poderá eleger seu filme favorito entre os longas brasileiros finalistas de ficção (drama e comédia) e documentário, com votação pela internet, a partir do dia 28 de outubro.

 

 

Deixe uma resposta