Cao Hamburger irá dirigir cinebiografia sobre Paulo Freire

0
Por Vanderlei Tenorio

O diretor Cao Hamburger adquiriu os direitos da biografia “O Educador: Um Perfil de Paulo Freire”, escrita por Sérgio Haddad, para fazer um filme ficcional sobre o Patrono da Educação Brasileira. A obra terá consultoria do historiador e escritor Sérgio Haddad e de Madalena Freire, filha de Paulo Freire.

Hamburger ficou famoso por ter criado o clássico Castelo Rá-Tim-Bum” e a série “Pedro e Bianca”, da TV Cultura, além de ter dirigido os longas-metragens “O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias” (2006) e “Xingu” (2011), e por ter escrito a novela “Malhação: Viva a Diferença” – Cao ganhou dois Emmys Internacional por “Pedro & Bianca” e por “Malhação: Viva a Diferença”.

Reprodução / TV Globo

O projeto do longa terá a participação de Tom Hamburger, filho dele. A informação foi publicada pela coluna de Mônica Bergamo. A experiência de Angicos será o ponto de partida para a futura cinebiografia, os dois estão em estágio de pesquisa para o roteiro. Vale lembrar que Cao é um roteirista fantástico, com certeza vem coisa boa por aí.

“Para além da importância histórica, a experiência de Angicos é muito forte narrativamente. Foi uma chave tanto para a obra teórica que o Paulo escreveu depois quanto para outros momentos marcantes da sua vida, como o exílio e a volta após a Anistia”, comentou Hamburger em entrevista concedida à Folha de S.Paulo.

“O cinema e a TV, como entretenimento de massa, trazem a possibilidade de levar essa história a um público maior. Muita gente que hoje diz não gostar do Paulo Freire, mas sem nem saber sobre o que é a sua obra, vai poder conhecê-lo”, completou Hamburger em entrevista à Folha de S.Paulo.

Foto: PAULO DE ARAÚJO/CB. D.A.PRESS – 30/8/1996

O Tribuna Norte apurou que para pai e filho, filmar a vida de Paulo Freire é um desdobramento natural de uma família envolvida com a educação.

A família Hamburger é engajada no mundo da educação. Ana Maria, mulher de Cao, e Carolina, sua filha, são educadoras — esta última, coincidentemente, teve um projeto na Escola Municipal Nelson Mandela reconhecido ano passado com o Prêmio Paulo Freire de Qualidade do Ensino Municipal, dado pela Câmara de Vereadores paulistana.

Em breve, serão divulgados mais detalhes.

 

 

 

 

Deixe uma resposta