Consciência Negra

0
Por Da Redação

Dia 20 de novembro, comemora-se o respeito e admiração ao povo de negro.

Dentro da doutrina Kardecista , a qual pertenço, vejo todos como irmãos, filhos do mesmo pai. Sempre achei absurdo se gostar ou respeitar uma pessoa pela cor de sua pele.

A nossa imperatriz , Isabel Leopoldina de Orléans e Bragança. Deu o primeiro passo, para abolir estes defeitos da sociedade brasileira, no século passado.

Criando leis e por fim a Lei AUREA que acabou de vez com a escravidão e deu fim ao cativeiro de muitos negros. Mesmo assim, continuou a praticar de abusos e atrocidades contra os negros.

Os povos negros vindos do continente africano chegaram ao Brasil em navios negreiros, para serem vendidos como mercadoria, a boa qualidade da mercadoria era garantida pelos dentes.

Açoitados, castigados às vezes até a morte. Era assim a vida dos escravos, cativos de seus “senhores”.
Os Núbios povos do sul da Grécia e parte do Egito; tinham a pele escura, porém eram Reis e Rainhas, sempre tratados com respeito, dignidade e cordialidade entre os países circunvizinhos.

No ano de 2.000, fiz parte do elenco ZUMBI DOS PALMARES. Texto e direção de Gustavo Leite. O exímio diretor e profundo conhecedor de história. Fomos a Serra da Barriga. Cujo proprietário das terras, ainda hoje é o Sr. Manoel Gomes de Barros que cedeu a Gustavo para encenar sua peça.

Trabalho brilhante e memorável de Gustavo Guilherme de Pontes Leite. Assassinado covardemente quando voltava para Maceió de uma viagem ao interior do estado.

Brasil terra de vários colonizadores, portugueses, franceses, holandeses. Sendo os africanos os que mais contribuíram para o desenvolvimento do país.

A construção do nosso país é sempre bom lembrar tem as mãos suadas, calejadas e os corpos chicoteados dos feitores. Sem elas não teríamos terras produtivas, lavouras, criações.

O Brasil é uma nação próspera, apesar das desigualdades sociais, a sua pior e mais cruel face. Temos mineiros, temos terras férteis e somos a nação que mais produz proteína animal no mundo, no entanto boa parte do nosso povo passa fome e vive em condições precárias.

A diversidade regional é um dos fatores da nossa riqueza, somos um povo miscigenado unidos por uma língua com características ou sotaque diversificados em cada estado ou região.

Só sabe o que o Brasil, significa para o seu povo. Quando nos encontramos fora do Brasil e ouvimos o nosso hino.

Zodja Jambo é historiadora, jornalista e Gestora em Recursos Humanos.

Deixe uma resposta