segunda-feira 30 de janeiro de 2023

O SONHO DE NOSSA SENHORA: DA DISTOPIA A UTOPIA

29 de dezembro de 2021 8:17 por Gilvan Gomes

Pe. Gilvan Gomes das Neves[1]

“Sonho que se sonha só, é pesadelo. Mas, sonho que se sonha juntos vira realidade…”   (D. Hélder Câmara)

“Sonho que se sonha só, é pesadelo. Mas, sonho que se sonha juntos vira realidade…” (D. Hélder Câmara)
Grande parte de nossa gente já ouviu ou leu o cântico da Virgem Maria (Lc 1, 46-56), o Magnificat é de uma beleza extraordinária. Com uma cadência rítmica que revela a capacidade de conhecimento da sua história, de mulher judia e cheia de sabedoria digna de admiração e respeito. Digna de respeito porque ela não está virada somente para interesses egoístas, mas olha para a comunidade à sua volta e critica os poderes e poderosos, dizendo claramente que a qualquer momento cairão dos seus tronos de opressão.

Chamamos de sonhos os nossos ideais: reforma agrária, educação, saúde, moradia. Reginaldo Veloso disse: “apesar de desacertos, desencontros e desesperos, ainda é possível sonhar e, abrindo espaço para o sonho, ver a esperança se concretizar” (VELOSO, 1996, p.9).

Cresci em Anadia, zona da mata de Alagoas e durante bom seis anos, convivi diariamente com uma senhora bondosa, Dona Jasmelina: pedinte da feira da cidade e num sábado, levou um coice de um cavalo à porta da nossa sorveteria e mamãe a acudiu e levou á Farmácia do Sr. Josias Marques e depois dos curativos pediu-me que a levasse em casa. Morava na rua da Matança Velha, num quarto de taipa, com cama de tijolo e uma porta que completava a mesma com uma esteira de vime…ah, tinha uma redinha, meu lugar preferido, para deitar e beber da sua sabedoria até que cochilasse…meus olhos e ouvidos de adolescente se encantava com a riqueza, os detalhes, as fórmulas próprias de contar e ensinar as “histórias de trancoso”, onde príncipes, princesas se misturavam aos pobres numa narrativa emocionante. Foram seis agradáveis anos, em que diariamente levava o seu almoço e alguma coisa para o café da noite, pois a mesma com o acidente ficou deficiente visual…Das poucas coisas que consegui guarda porque escrevi foi o Sonho de Nossa Senhora² que registrarei aqui a sua versão³ :

Quem quiser aprender o sonho / da Virgem Nossa Senhora / se encoste a seu bento manto / de Salomão, sem demora /onde Jesus se encostou / e suspirou que acordou / o Anjo Gabriel na hora.// A virgem disse: em meu sonho / eu vi a lua gemer/ e vi o sol suspirar / estrelas no Céu correr/ o tempo escurecer / os passarinhos calados / e o oceano a borbulhar. // Vi meu Filho Jesus/ de corda tão enquerido / e coroado de espinhos/ sendo espancado e ferido/ levando a cruz nas ladeiras / do Horto da Oliveiras/ quase morto, esbaforido.// Jesus disse: minha mãe,/ um sonho tão lindo assim/ são as vontades de Deus / eu não posso achar ruim / meu Pai mandou me avisar/ que ninguém poderá chegar / ao Pai senão por Mim. Quem este sonho souber / e não ensinado será/ castigado vários dias/ e dobradas penas terá/ quem ouvir e não aprender // sua alma vai sofrer/ e muito se arrependerá. // Eu ofereço este sonho / ao Senhor daquela Cruz/ que nos livre do inferno / para sempre, amém, Jesus!

Precisamos preservar a memória, a espiritualidade do povo e como nos ensina o teólogo Gustavo Gutierrez: “devemos beber nesse imenso, profundo poço”.

Imagino como a natureza, o governo, a comunidade, a Igreja, os meios de comunicação poderiam ser diferentes e melhores. Não podemos viver sem os sonhos de liberdade e de integração das nações, sobretudo às nossas irmãs da América Latina e ainda como se diz num canto antigo das CEBs : Sonho que se sonha só / pode ser pura ilusão./ Sonha que se sonha junto/ é sinal de união. / Então vamos sonhar / companheiros./ Sonhar ligeiro, sonhar em mutirão” (Zé Vicente ).5

Então, saiamos dessa distopia em que vivemos e passemos a ansiar a utopia da Vida, do Reino de Deus, de um mundo mais justo, igualitário e fraterno.

REFERÊNCIAS:

VELOSO, Reginaldo. Juventude em Movimento, um projeto para a vida. Uma experiência de animação cultural entre adolescentes da Rede municipal de ensino da cidade do Recife. Recife: Graftorre, 1996.

[1] Administrador da Paróquia Nossa Senhora das Graças, Levada – Maceió. Mestre e doutor em Ciências da Religião pela UNICAP.

[2] Oração popular na qual Maria conversa com Jesus sobre o seu sofrimento. O sonho de Nossa Senhora é rezado para vencer o medo ou por devoção.

[3] Tem diferentes versões.

[4] Comunidades Eclesiais de Base.

[5] José Vicente Filho, poeta compositor cearense de Orós.

 

 

Mais lidas

Na luta contra o terrorismo PM’s alagoanos vão reforçar segurança em Brasília

29 de dezembro de 2021 8:17 por Gilvan Gomes Cinquenta policiais militares alagoanos já

Pré-matrícula para alunos novatos começa dia 16 de janeiro

29 de dezembro de 2021 8:17 por Gilvan Gomes A pré-matrícula para novatos da

Sidarta: A necessária lucidez sobre as drogas

29 de dezembro de 2021 8:17 por Gilvan Gomes Por Inês Castilho, do Outras

O maior assalto da história ao cofres da Petrobras

29 de dezembro de 2021 8:17 por Gilvan Gomes Para onde está indo o

Bolsonaro e Silvestre Péricles fazem ‘pegadinhas’ para sucessores nos palácios

29 de dezembro de 2021 8:17 por Gilvan Gomes O primeiro dia do presidente

Inep publica o cronograma para o Enem 2023

29 de dezembro de 2021 8:17 por Gilvan Gomes          

‘’A gente quer comida, diversão e arte’’, Margareth Menezes tomará posse do cargo de ministra

29 de dezembro de 2021 8:17 por Gilvan Gomes   A cantora baiana, muito

Governo Lula mantém MP que zera impostos sobre preços dos combustíveis até fevereiro

29 de dezembro de 2021 8:17 por Gilvan Gomes Apesar do receio de muitos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *