terça-feira 31 de janeiro de 2023

Spielberg elege “2001 – Uma Odisseia no Espaço” como seu filme favorito de Kubrick

11 de janeiro de 2022 8:22 por Vanderlei Tenório

O ohioano Steven Spielberg inspirou-se em uma ampla variedade de fontes ao longo de sua sucedida carreira cinematográfica, desde os faroestes do renomado John Ford (1894-1973) – ganhador de 5 estatuetas do Oscar, respectivamente, 4 como Melhor Diretor e 1 como Melhor Filme.

Outra referência notável são as comédias de Jacques Tati (1907-1987) – ganhador do Oscar de Melhor Filme Internacional, em 1958. Todavia, uma dessas principais influências foi ninguém menos que o inovador Stanley Kubrick (1928-1999), cujos filmes Spielberg admirou e estudou durante anos.

“Os filmes de Kubrick tendem a crescer com você”, explicou Spielberg certa vez. “Você tem que vê-los mais de uma vez.” Esse foi certamente o caso quando ele assistiu “O Iluminado” (1980) pela primeira vez, sem entender por que não funcionou para ele. 

Cartaz do “Iluminado”

Spielberg tinha ido à exibição com a intenção de se apaixonar pelo filme, mas Jack Nicholson com seu icônico e atemporal Jack Torrance não conseguiu impressioná-lo da primeira vez. Com o tempo e repetidas exibições, tornou-se um de seus filmes favoritos de todos os tempos.

Nisso, “O Iluminado” ainda não era seu filme favorito de Stanley Kubrick e ele gosta de outros projetos feitos pelo diretor, como “Laranja Mecânica” (1971). Ele o descreveu como “o primeiro filme punk rock já feito”, alegando que a visão distópica do filme era simultaneamente audaciosa e perigosa. De acordo com Spielberg, o filme agora reflete a realidade em que vivemos.

No entanto, o filme favorito de Spielberg feito por Kubrick foi sua magnum opus “2001 – Uma Odisseia no Espaço” (1968), que mudou o gênero de ficção científica para sempre. Uma fantástica meditação audiovisual sobre a história humana, evolução, modernidade, tecnologia e pós-humanismo, o impacto de 2001 no meio cinematográfico dificilmente pode ser exagerado por qualquer pessoa – o longa rendeu a Kubrick um Oscar na categoria Melhores Efeitos Visuais.

Cartaz de “2001 – Uma Odisseia no Espaço”

“A forma como a história é contada é antitética à maneira como estávamos acostumados a ver histórias”, comentou Spielberg ao falar sobre a obra-prima. O diretor revelou que manteve conversas regulares com Kubrick durante seus últimos anos e o velho autor disse-lhe que ele queria mudar a forma de cinema. Spielberg respondeu: “Bem, não foi com 2001 ?”.

Spielberg ainda revisita 2001 de vez em quando, sempre antes de fazer ele mesmo um projeto de ficção científica. Ele admitiu que os filmes de Kubrick são experiências cinematográficas notoriamente difíceis, mas Spielberg apontou que são impossíveis de desligar. Esse é certamente o caso de 2001, que é uma experiência espiritual inesquecível para a maioria do público.

 

 

* texto publicado originalmente na Coluna do Tenório, no JB Notícias.

 

 

 

Mais lidas

Na luta contra o terrorismo PM’s alagoanos vão reforçar segurança em Brasília

11 de janeiro de 2022 8:22 por Vanderlei Tenório Cinquenta policiais militares alagoanos já

Pré-matrícula para alunos novatos começa dia 16 de janeiro

11 de janeiro de 2022 8:22 por Vanderlei Tenório A pré-matrícula para novatos da

Sidarta: A necessária lucidez sobre as drogas

11 de janeiro de 2022 8:22 por Vanderlei Tenório Por Inês Castilho, do Outras

O maior assalto da história ao cofres da Petrobras

11 de janeiro de 2022 8:22 por Vanderlei Tenório Para onde está indo o

Bolsonaro e Silvestre Péricles fazem ‘pegadinhas’ para sucessores nos palácios

11 de janeiro de 2022 8:22 por Vanderlei Tenório O primeiro dia do presidente

Inep publica o cronograma para o Enem 2023

11 de janeiro de 2022 8:22 por Vanderlei Tenório          

‘’A gente quer comida, diversão e arte’’, Margareth Menezes tomará posse do cargo de ministra

11 de janeiro de 2022 8:22 por Vanderlei Tenório   A cantora baiana, muito

Governo Lula mantém MP que zera impostos sobre preços dos combustíveis até fevereiro

11 de janeiro de 2022 8:22 por Vanderlei Tenório Apesar do receio de muitos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *