DOS LIVROS QUE LI

0
Por Mácleim Carneiro

DO OUTRO LADO DA LINHA ALGUÉM (Felipe Farias) | Reprodução

Em 2019 recebi o livro de estreia do jornalista e escritor Felipe Farias, com uma adorável dedicatória e a certeza de ter sido privilegiado pelo autor, com tamanha gentileza.

A gentileza do Felipe ficou aguardando pacientemente sua vez, enquanto eu caminhava ao seu encontro de maneira compassada e sem pressa, dentro do ritmo e tempo próprios à minha existência e opção pelas coisas que me atraem.

O tempo passou e o que me parecia ser uma grande gentileza tornou-se um imensurável presente, após a leitura de “Do Outro Lado da Linha Alguém”, a interessantíssima estreia literária de Felipe Farias.

No livro em questão, o autor reuniu alguns contos da sua verve criativa, imprescindível aos que se aventuram por esse gênero literário. São contos que transitam por diversos universos e linguagens.

Felipe Farias aborda uma diversidade de temas e aponta para uma possível leitura, não exatamente explicitada, que pode ser traduzida assim: ‘tenho pano pra manga!’

É muito bacana perceber um escritor estreante em busca de uma estética literária para lapidar a palavra e chamar de sua. Às vezes, parece um tanto confusa na transição e diálogo das personagens, porém, sempre com a preocupação da construção psicológica dos mesmos e a elaboração de conceitos que, certamente, perpassam a vivência do autor.

Em cada conto fica evidente traços da experiência profissional e jornalística de Felipe Farias, bem como a personalidade, ao menos pública, do autor. Isso é bonito de se ler, é transparência, não é fake news, embora ficção.

No +, MÚSICABOAEMSUAVIDA!🎶🎶🎶

Deixe uma resposta