Régis mantém pré-candidatura ao governo e dá um banho de água fria em Arthur Lira

Federação PSDB/Cidadania pode inviabilizar nome de Jó Pereira como vice de Rodrigo Cunha

0
Por Da Redação

Regis Cavalcante | Divulgação

Depois de PSDB e Cidadania protocolarem pedido de registro de federação partidária na quarta-feira (11), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o jornalista Régis Cavalcante (Cidadania) mandou um duro recado ao deputado federal Arthur Lira (PP). O líder do Centrão apoia a candidatura de Rodrigo Cunha (União) ao governo de Alagoas, tendo a deputada Jó Pereira, recém-filiada à legenda tucana, como vice. Essa composição nunca esteve tão ameaçada como agora.

Isso porque Cavalcante mantém a pré-candidatura a governador e afirma que a federação PSDB/Cidadania não foi pensada para fazer um “ajuntamento eleitoral” com grupos políticos envolvidos em práticas como o orçamento secreto. A união com o grupo de Arthur Lira, disse, seria uma espécie de “deformação política”.

“Um senador, o Rodrigo Cunha, saiu do PSDB e foi para o Centrão. O Arthur Lira, que é o rei do Centrão, colocou a sua prima (Jó Pereira) no PSDB para fazer barriga de aluguel e, consequentemente, levar a federação para o Centrão. Isso não pode ocorrer. Isso é uma fraude!”, denunciou.

Assista:

Cenário

A decisão pode inviabilizar o nome de Jó Pereira como candidata a vice de Cunha ao tirar o PSDB da coligação. Durante entrevista a um programa de rádio, a parlamentar afirmou que as pretensões políticas de Régis Cavalcante representam um desejo “legítimo e democrático” e acrescentou que espera resolver este impasse “na instância partidária correta”.

Federações

Nas federações, os partidos são obrigados a se manterem unidos, como se fossem uma única sigla, por pelo menos quatro anos. O relator do pedido apresentado na quarta-feira será o ministro Ricardo Lewandowski.

Deixe uma resposta