Prefeitura de Maceió estuda nova tecnologia para conter avanço do mar

Documentação para autorização da obra será enviada ao Instituto do Meio Ambiente de Alagoas na próxima semana

0

17 de junho de 2022 por Da Redação

Sacos de areia estão sendo aplicados na Jatiúca e funcionam como dissipadores da força do mar, evitando maiores impactos na área costeira | Wilma Andrade/Ascom Seminfra

Um estudo técnico realizado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) de Maceió identificou 11 pontos de erosão emergenciais entre o Pontal da Barra e Cruz das Almas. Destes, oito são considerados urgentes e receberão a aplicação de uma nova tecnologia para contenção do processo erosivo.

Até a próxima segunda-feira (20), a Seminfra enviará ao Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA) a documentação necessária visando obter a licença ambiental para atuar, inicialmente, na contenção do mar na orla de Jatiúca.

Com a liberação, a secretaria colocará em prática a aplicação dos “big bags”, que são grandes sacos preenchidos com areia da praia, implantados um sobre o outro, funcionando como escudo para proteger a área costeira da capital alagoana.

Atualmente, o município mantém em execução a técnica denominada ‘sandbag’. O material funciona como dissipador de energia enterrado na praia para proteger a área deteriorada pela força das ondas. A aplicação dos ‘big bags’ não interferirá na obra já em andamento.

Sacos de areia estão sendo aplicados na Jatiúca e funcionam como dissipadores da força do mar, evitando maiores impactos na área costeira | Wilma Andrade/Ascom Seminfra

“São intervenções que a gente não pode esperar mais. Estaremos apresentando ao IMA toda essa questão para obter a licença e iniciar imediatamente a aplicação de uma nova tecnologia que vai frear o processo erosivo em nossa capital”, destacou o secretário municipal de Infraestrutura, Fabrício Galvão.

Deixe uma resposta