terça-feira 31 de janeiro de 2023

49 anos de golpe no Chile: 4 documentários para entender a densa Ditadura Militar Chilena

11 de setembro de 2022 6:02 por Da Redação

O dia 11 de setembro de 1973 entrou para a memória da América do Sul e da América Latina, como um dos momentos mais densos e sombrios da história e da política. Há 49 anos, nesta data, as Forças Armadas chilenas cercaram o Palácio de La Moneda e assassinaram brutalmente o presidente eleito constitucionalmente, Dr. Salvador Allende (1908-1973).

O Chile mergulhava numa das mais sangrentas ditaduras do continente, liderada pelo general Augusto Pinochet (1915-2006), que resultou na morte de mais de 3 mil pessoas.

Para entender o processo do golpe no Chile e a ditadura que se instaurou no país, selecionamos 4 documentários que vale a pena assistir: 

 

Estádio Nacional (2002), de Carmen Luz Parot

De 11 de setembro a 9 de novembro de 1973, o Estádio Nacional do Chile foi usado como campo de concentração, tortura e morte. Mais de doze mil presos políticos foram presos lá sem acusações ou ações judiciais após o violento golpe militar contra o governo socialista de Salvador Allende. Pelo menos sete mil pessoas foram torturadas impunemente. Este documentário, realizado 30 anos depois, é a primeira investigação jornalística que fornece uma cronologia exata desses fatos.

 

A Batalha do Chile (1975, 1977 e 1979), de Patricio Guzmán

Considerado um dos melhores e mais completos documentários latino-americanos. Dividido em três partes (A insurreição da burguesia; O golpe militar e O poder popular), o filme cobre um dos períodos mais turbulentos da história do Chile, a partir dos esforços do presidente Salvador Allende em implantar um regime socialista (valendo-se da estrutura democrática) até as brutais consequências do golpe de estado que, em 1974, instaurou a ditadura do general Augusto Pinochet.

 

 

Salvador Allende (2004), de Patricio Guzmán

Desde a infância passada em Valparaíso à morte durante o golpe militar do General Pinochet em 11 de setembro de 1973, um panorama da vida e das realizações do presidente chileno Salvador Allende, incluindo entrevistas e imagens de arquivo.

 

La ciudad de los fotógrafos (2006), de Carito Pere

Durante a ditadura de Pinochet, na rua, no ritmo dos protestos, um grupo de fotógrafos formou e criou uma linguagem política. Para eles, fotografar era uma prática de liberdade, uma tentativa de sobreviver, uma alternativa para continuar vivendo. Eles representam o passado inóspito do Chile e a metamorfose da sociedade chilena.

 

 

* Com informações do MST.

Mais lidas

Na luta contra o terrorismo PM’s alagoanos vão reforçar segurança em Brasília

11 de setembro de 2022 6:02 por Da Redação Cinquenta policiais militares alagoanos já

Pré-matrícula para alunos novatos começa dia 16 de janeiro

11 de setembro de 2022 6:02 por Da Redação A pré-matrícula para novatos da

Sidarta: A necessária lucidez sobre as drogas

11 de setembro de 2022 6:02 por Da Redação Por Inês Castilho, do Outras

O maior assalto da história ao cofres da Petrobras

11 de setembro de 2022 6:02 por Da Redação Para onde está indo o

Bolsonaro e Silvestre Péricles fazem ‘pegadinhas’ para sucessores nos palácios

11 de setembro de 2022 6:02 por Da Redação O primeiro dia do presidente

Inep publica o cronograma para o Enem 2023

11 de setembro de 2022 6:02 por Da Redação          

‘’A gente quer comida, diversão e arte’’, Margareth Menezes tomará posse do cargo de ministra

11 de setembro de 2022 6:02 por Da Redação   A cantora baiana, muito

Governo Lula mantém MP que zera impostos sobre preços dos combustíveis até fevereiro

11 de setembro de 2022 6:02 por Da Redação Apesar do receio de muitos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *