quarta-feira 7 de dezembro de 2022

Casimiro bate marca de Marília Mendonça com jogo do Brasil no YouTube

O canal de Casimiro no YouTube teve mais de 3 milhões de views ao vivo durante o jogo do Brasil e superou o recorde de Marília Mendonça
Reprodução

Por Raquel Martins Ribeiro, do Metrópoles

Casimiro Miguel bateu mais um recorde nesta quinta-feira (24/11). A transmissão do jogo do Brasil contra a Sérvia no Mundial 2022, feita pelo canal do influenciador no YouTube, o CazéTV, bateu o recorde de visualizações ao vivo na plataforma, antes de Marília Mendonça.

Foram mais de 3,31 milhões de visualizações simultâneas atingidas logo no final do primeiro tempo do jogo da Copa do Mundo no Catar. No segundo tempo, o pico foi de 3,491 milhões de espectadores ao vivo. É a primeira vez que a Copa do Mundo é exibida pelo YouTube.

Mais lidas

Redes bolsonaristas usam Lula, PT e religião na convocação para o 7 de setembro

Por Bruno Fonseca, da Agência Pública Saem as ameaças ao ministro Alexandre de Moraes

Equatorial deve reposicionar postes para permitir construção de rodovia

A juíza Marcli Guimarães, da 1ª Vara Cível da Capital, determinou que a Equatorial

Linha que atende a Avenida Rota do Mar receberá reforço nos dias úteis

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) informa que, a partir desta segunda-feira

O que defendem os deputados federais de Alagoas

A bancada de Alagoas na Câmara Federal é formada pelos deputados Arthur Lira (PP),

Paulo Dantas não empolga aliados e sua escolha para governador-tampão dá sinais de esvaziamento

A indicação do nome do deputado estadual Paulo Dantas (MDB/AL) para ser o governador-tampão,

Antes de greve geral, policiais civis fazem manifestação cobrando reajuste salarial

Em luta para conseguir que o governador Renan Filho envie ao Poder Legislativo projetos

Internações por Covid aumentam e governador Renan Filho apela por cuidados

Mesmo considerado menos letal, o novo coronavírus fez a média móvel de mortes pela

Contratações de pessoas no Ensino Superior crescem 51% em Alagoas

Por Lucas Thaynan, da Agência Tatu Em Alagoas, de janeiro a outubro deste ano,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *