terça-feira 31 de janeiro de 2023

Documentário sobre saga dos Jangadeiros Alagoanos será lançado oficialmente em Maceió

O documentário, que já teve três exibições de pré-estreia, em Maceió e no Rio de Janeiro, será lançado oficialmente na data que marca o centenário da chegada final dos jangadeiros ao Rio de Janeiro
Os Jangadeiros Alagoanos em 1922

O documentário Jangadeiros Alagoanos, o que Orson Welles Não Viu (52 min./2022), com direção de Carlos Pronzato, conta a história dos pescadores Umbelino José dos Santos, Joaquim Faustilino de Sant’Ana, Eugênio Antônio de Oliveira e Pedro Ganhado da Silva, cidadãos originários de diversas cidades do Litoral Alagoano que saíram de Maceió em 27 de agosto de 1922 para o Rio de Janeiro.

Eles sofreram os mais diversos revezes na viagem. Só para ilustrar destas dificuldades, na costa da Bahia, enfrentaram um grande temporal, quando foram atirados ao mar e perderam suas provisões, roupas e a vela da jangada Independência. A solidariedade do povo baiano foi decisiva para a continuidade da viagem.

Após noventa e oito dias, mais de mil milhas percorridas e nove tempestades enfrentadas, no dia 2 de dezembro os Jangadeiros Alagoanos chegaram à Cidade Maravilhosa, onde foram recebidos como heróis. A população, o governo e a imprensa queriam estar próximos dos alagoanos, que talvez ainda não tivessem se dado conta da proeza que realizaram.

Além da proeza dessa viagem, um fato curioso e que estará presente no documentário é que os pescadores resolveram empreender esta jornada dois dias antes dela ter início. O objetivo foi participar dos festejos pelo centenário das comemorações da Independência do Brasil.

“Conheci este episódio em 2021, através do monumento aos Jangadeiros, próximo à estátua de Graciliano Ramos, em Maceió, inaugurada na gestão anterior e na placa tinha algumas informações sobre essa viagem. A partir disso me interessei pela história e comecei a fazer as pesquisas. Eu sabia da viagem dos jangadeiros cearenses em 1941 ao Rio de Janeiro e isso ficou famoso no mundo por causa do documentário de Orson Welles. Então quis mostrar também a história pouco conhecida dos jangadeiros alagoanos”, conta o diretor.

Cineasta Carlos Pronzato | Reprodução Instagram

O documentário, que já teve três exibições de pré-estreia, em Maceió e no Rio de Janeiro, será lançado oficialmente na data que marca o centenário da chegada final dos jangadeiros à capital carioca, marcando a realização do feito e abrindo a semana de comemorações, com exibições gratuitas em diversos espaços públicos da cidade entre os dias 05 e 09 de dezembro.

O diretor Carlos Pronzato é autor do documentário “A Braskem passou por aqui: a catástrofe de Maceió”, além de escritor e diretor teatral, sendo conhecido por muitos dos seus mais de 85 documentários sobre questões políticas, sociais e culturais e está atualmente em Alagoas filmando um documentário sobre Zumbi dos Palmares.
Catálogo: www.lamestizaaudiovisual.com.br

O Mercado 31, local da primeira exibição comemorativa do centenário, fica na Avenida da Paz, Jaraguá, Maceió. A sessão será na sexta, 2 de dezembro, às 19h, de forma gratuita.

Ficha técnica do documentário:

Direção, Roteiro e Produção
Carlos Pronzato
Edição
Benival Farias (Barbam)
Produção Executiva
Isadora Padilha
Consultoria
Dalmo Vieira Filho
(Estudioso do Patrimônio Naval Brasileiro)
Câmera e Montagem
Carlos Pronzato
Assistência de Produção
Samuel Andrade
Assistência de Direção
CH
Música original
Prece (Chico Elpídio e Theo Rocha)
Música incidental
Chico Elpídio
Pesquisa Musical
Claudevan Melo
Canção dos Jangadeiros (1923)
(Tavares de Figueiredo – Jayme D’Altavilla)
Interpretada por Joel Bello Soares
Pesquisa Biblioteca e Arquivo Nacional (RJ)
Uilton Oliveira
Projeto Gráfico
Benival Farias (Barbam)

Jangadeiros entrevistados:

– José Amaro dos Santos filho (Kekê)
– Amaurilio Amâncio dos Santos (Paulirio)
– José Carlos dos Santos (Zé Carlos)
– Odair José dos Santos Lessa (Dhal)
– Domingos José dos Santos (Domingo)
– Carmem Luiza Matias peroba (Carmem)
– Poncio Pilatos da Silva (Biô)
– Jackson dos Santos (Jajaque)
– Juliano Rafael dos Santos (Juliano)
– José bezerra da Silva Filho (Duda)
– Jeová José da Paixão (Geovane)
– Antônio Marcos Rafael dos Santos (Mariquita)
– Jessé Rafael Santos (Jesse)
– Claudevan Januário da silva (Vando)

Pesquisadores entrevistados:

– Álvaro Queiroz
Historiador
– Edson Bezerra
Sociólogo e Antropólogo
– Fernando Perón
Empresário
– Geraldo de Majella
Historiador
– Jorge Luiz Lopes da Silva
Professor/Diretor do Museu de História Natural da UFAL
– José Bilu, colecionista
– Luiz Sávio de Almeida
Professor e Historiador/UFAL
– Marcos Sampaio
Gestor Cultural
– Maria Aparecida da Silva
Presidenta Colônia de Pescadores Z1/AL
– Messias Caldeira
Professor/Tutor do Professor Moacir Medeiros de Santana
– Roberval Santos
Historiador
– Rosalvo Acioli
Escritor e Historiador
– Sandro Gama de Araújo
Arquiteto e Urbanista / IPHAN
– Verônica Robalinho
Professora aposentada
Curso Arquitetura e Urbanismo da UFAL

SERVIÇO: Exibição do documentário Jangadeiros Alagoanos, o que Orson Welles Não Viu

DATAS, LOCAIS E HORAS:
02/12

Mercado 31, 19h;

05/12
Arquivo Público de Alagoas (APA), 10h;

06/12
Casa do Patrimônio (IPHAN), 15h;
Sala de Música do Complexo Deodoro, 18h;

07/12
MISA (Museu da Imagem e do Som de Alagoas), 10h;
Instituto de Ciências Sociais (ICS/UFAL), 18h;

08/12
Praia da Ponta Verde, na Vela de uma Jangada

09/12

Auditório da CBTU, 10h.

ENTRADA GRATUITA
Sigam nas redes: @carlospronzato
Contato para informações: 21 97995-7981

Fonte: Assessoria

Mais lidas

Na luta contra o terrorismo PM’s alagoanos vão reforçar segurança em Brasília

Cinquenta policiais militares alagoanos já estão enfileirados no aeroporto Zumbi dos Palmares, prontos para

Pré-matrícula para alunos novatos começa dia 16 de janeiro

A pré-matrícula para novatos da rede municipal de ensino de Maceió inicia no dia

Sidarta: A necessária lucidez sobre as drogas

Por Inês Castilho, do Outras Palavras A maconha é o remédio do século 21.

O maior assalto da história ao cofres da Petrobras

Para onde está indo o dinheiro que você deixou na bomba de gasolina nos

Bolsonaro e Silvestre Péricles fazem ‘pegadinhas’ para sucessores nos palácios

O primeiro dia do presidente Lula no Palácio do Planalto teve um registro bizarro.

Inep publica o cronograma para o Enem 2023

                           

‘’A gente quer comida, diversão e arte’’, Margareth Menezes tomará posse do cargo de ministra

  A cantora baiana, muito bem premiada na música brasileira, traz esperança ao povo

Governo Lula mantém MP que zera impostos sobre preços dos combustíveis até fevereiro

Apesar do receio de muitos consumidores, que encheram o tanque de seus veículos temendo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *