segunda-feira 15 de julho de 2024

Deputada tem bens e documentos apreendidos pela PF

2 de agosto de 2023 11:29 por Thania Valença

 

Deputada paulista é alvo de investigação da PF | Reprodução

Na operação executada na manhã de hoje, na casa da deputada federal bolsonarista Carla Zambelli (PL-SP), além de armas, munições, aparelhos eletrônicos, passaporte, dinheiro e objetos de valor, que superem o montante de R$ 10 mil, a Polícia Federal apreendeu documentos que podem contribuir com as investigações sobre a inserção de alvarás de soltura e mandados de prisão falsos no Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP).

A operação da PF foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

“Os crimes apurados ocorreram entre os dias 4 e 6 de janeiro de 2023, quando teriam sido inseridos no sistema do CNJ e, possivelmente, de outros tribunais do Brasil, 11 alvarás de soltura de indivíduos presos por motivos diversos e um mandado de prisão falso em desfavor do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes”, diz material da Polícia Federal.

A deputada nega as acusações de envolvimento com o plano que inseriu alvarás de soltura em sistema do CNJ e mandado de prisão falso contra o ministro do Superior Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

A PF já prendeu o hacker Walter Delgatti Neto, investigado como suspeito de introduzir os mandados falsos de prisão e soltura no Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP), utilizando credenciais obtidas de forma ilícita. O acesso ilegal foi descoberto, e medidas foram adotadas para prevenir futuras invasões.

Em depoimento à PF, antes de sua prisão, o hacker Walter Delgatti Neto reelou que:

* encontrou com Zambelli em setembro de 2022, às vésperas da eleição, em um posto de gasolina e que ela pediu que ele invadisse a urna eletrônica ou qualquer sistema da Justiça brasileira. Segundo ele, a intenção dela era mostrar a fragilidade dos sistemas;

* Que ele chegou a tentar invadir a urna, mas que o código fonte não estava conectado a um computador em rede e, por isso, não conseguiu;

* Que ele retornou à Zambelli que não tinha tido sucesso e que ela pediu que ele invadisse o celular e e-mail do ministro Alexandre de Moraes para tentar conversas comprometedoras. Ele disse que já tinha acessado o e-mail de Moraes em 2019 e não havia encontrado nada;

Segundo a PF os fatos investigados envolvendo a deputada bolsonarista e o hacker, podem configurar crimes de invasão de dispositivo informático e falsidade ideológica. A defesa da deputada Zambelli e de Walter Delgatti Neto negam as acusações e se dizem dispostos a cooperar com as autoridades.

Mais lidas

Além da pressão dos aliados, JHC tem agora que enfrentar ação no MP por R$

2 de agosto de 2023 11:29 por Thania Valença Na busca para reeleger-se, o

Alagoas conta com Núcleos de Apoio ao Fumante em 13 municípios

2 de agosto de 2023 11:29 por Thania Valença Com o objetivo de ajudar

STF volta a julgar recurso de Collor para anular condenação por corrupção na Lava-Jato

2 de agosto de 2023 11:29 por Thania Valença O Supremo Tribunal Federal (STF)

Marielle: a quem se destina a terra?

2 de agosto de 2023 11:29 por Thania Valença Por Eliane Brum, do portal

CPI da Braskem tem 35 dias para concluir investigação, que inclui visita aos bairros destruídos

2 de agosto de 2023 11:29 por Thania Valença Com o objetivo de investigar

Sem declarar IR cidadão não pode sequer receber prêmio de loteria que, acumulada, hoje sorteia

2 de agosto de 2023 11:29 por Thania Valença O prazo para entrega da

Risco de morte após a febre chikungunya continua por até 84 dias, diz Fiocruz

2 de agosto de 2023 11:29 por Thania Valença Em meio à epidemia de dengue

Saúde volta a alertar alagoanos sobre medidas de prevenção contra a dengue

2 de agosto de 2023 11:29 por Thania Valença A Secretaria de Estado de

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *