segunda-feira 15 de julho de 2024

Sala de Steve Jobs segue inalterada desde sua morte

A revelação foi feita por Tim Cook, substituto de Steve Jobs no cargo de CEO da empresa
Foto: Kim Støvring/Flickr

Por Flipar

A morte de Steve Jobs já completou 12 anos, mas segue dando o que falar na Apple. O impacto da sua partida ainda é tão grande que seu antigo escritório segue inalterado. A revelação foi feita por Tim Cook, substituto de Steve Jobs no cargo de CEO da empresa. Ele disse que, no começo, evitava entrar na sala, pois, achava inadequado.

Mas depois passou a gostar de visitar o escritório de Jobs. Inclusive, o novo CEO foi um dos poucos que foram ao local depois da morte de Steve. Laurene Powell-Jobs, viúva do fundador, é outro exemplo de pessoa a entrar na sala, uma das primeiras por sinal, para retirar alguns pertences de Steve. Eve Jobs, filha do casal também foi ao espaço.

Apesar de ter tomado coragem para entrar no escritório, Tim afirma que nunca pensou em se instalar ali. Isso porque Cook justifica que Jobs é ‘uma pessoa insubstituível na empresa’. Esse é o motivo de a sala permanecer intacta após a sua morte.

Tal afirmação é comprovada no ambiente da empresa. Afinal, os funcionários continuam sendo influenciados pelo seu trabalho, o que demonstra a dimensão do seu legado. Quando faleceu, em 2011, Steve tinha uma fortuna de 8 bilhões de dólares. Na cotação atual, o valor é mais ou menos o equivalente a 40 bilhões de reais.

Steven Paul Jobs era adotado. Os pais biológicos foram Joanne Schieble Jandali Simpson, de família alemã católica, e Abdulfattah, de família síria, dona de poços de petróleo, empresas e fazendas. A resistência da família à relação do casal, por motivos religiosos, levou Joanne a dar seu filho recém-nascido para adoção.

A família morava em Palo Alto, no condado de Santa Clara, Califórnia. A tecnologia na cidade inspirou Jobs a aprender eletrônica e ele logo conseguiu emprego numa empresa. Depois, casado, continuou com mulher e filhos na cidade.

Na foto, a casa de Jobs:

Reprodução

Com o passar do tempo e adquirindo mais conhecimento, Jobs foi aprovado para um emprego na Atari, em 1974. Dois anos depois, em 1976, Steve Jobs fundou a Apple com o parceiro Stephen “Steve” Wosniak (os dois na foto).

Reprodução

O primitivo computador Apple I foi lançado no mesmo ano.

Reprodução

Em 1977, chegou o Apple II. O modelo foi lançado durante uma feira de computadores em que um empresário japonês se tornou o primeiro revendedor da Apple no Japão. O negócio foi expandindo, com base em estudos que faziam a tecnologia evoluir. Em 1983 foi lançado o Apple Lisa, primeiro computador a usar a interface gráfica, com base na tecnologia Xerox.

Em 1984, foi lançado o Apple Macintosh 512 Kb, produto concebido para ser computador pessoal com redução de custos, para venda em massa.

Reprodução

Em 1985, Jobs saiu da Apple e criou a NeXT. Mas em 1997 voltou para a Apple. O desenvolvimento tecnológico, os estudos e o trabalho levaram à criação revolucionária do iMac, em 1998. Doze anos depois, em 2010, Steve Jobs apresentava ao mundo mais um invento incrível: o iPhone. Começava a era dos smartphones.

Reprodução

A conferência em que o iPhone foi lançado é um dos momentos mais emblemáticos. Jobs apresenta o aparelho, diante da surpresa e do entusiasmo da plateia. Steve Jobs morreu em 5/10/2011, vítima de câncer de pâncreas, que havia sido diagnosticado em outubro de 2003. Ele tinha 56 anos.

Steve Jobs era casado com Laurene (foto) desde 1991. O casal teve 3 filhos. E Jobs também tinha uma filha de um relacionamento anterior, que ele demorou a assumir.

Reprodução

 

Mais lidas

Além da pressão dos aliados, JHC tem agora que enfrentar ação no MP por R$

Na busca para reeleger-se, o prefeito de Maceió, João Henrique Caldas, o JHC, precisa

Alagoas conta com Núcleos de Apoio ao Fumante em 13 municípios

Com o objetivo de ajudar tabagistas a se livrarem do vício em cigarros, o

STF volta a julgar recurso de Collor para anular condenação por corrupção na Lava-Jato

O Supremo Tribunal Federal (STF) voltou a movimentar o processo em que o ex-presidente

Marielle: a quem se destina a terra?

Por Eliane Brum, do portal Sumauma “Quem possui a terra possui o homem.” Essa

CPI da Braskem tem 35 dias para concluir investigação, que inclui visita aos bairros destruídos

Com o objetivo de investigar a responsabilidade jurídica e socioambiental da mineradora Braskem no

Sem declarar IR cidadão não pode sequer receber prêmio de loteria que, acumulada, hoje sorteia

O prazo para entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) em

Risco de morte após a febre chikungunya continua por até 84 dias, diz Fiocruz

Em meio à epidemia de dengue e ao aumento de casos por febre chikungunya, um

Saúde volta a alertar alagoanos sobre medidas de prevenção contra a dengue

A Secretaria de Estado de Alagoas (Sesau) volta a alertar a população alagoana sobre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *