sábado 20 de abril de 2024

Régua errada

Tudo parecia estar caminhando bem, com o trabalho sendo bem-recebido e aprovado, até chegar ao que suponho ter sido o departamento de marketing.

 

Quando concluí os trabalhos do álbum H’CORDAS (foto), procurei um selo que tivesse interesse em lançá-lo.

Assim, por intermédio de um grande amigo, o H’CORDAS começou a tramitar em um selo nacional bastante conhecido.

Tudo parecia estar caminhando bem, com o trabalho sendo bem-recebido e aprovado, até chegar ao que suponho ter sido o departamento de marketing, que foi taxativo:

“Não nos interessa! Esse artista tem pouca visibilidade nas plataformas e redes sociais.”

Ou seja, a quantidade de likes, views e etc. estava aquém dos interesses do selo.

Até então, eu supunha que um selo importante, mas de perfil alternativo, não usaria esse tipo de régua, para avaliar um trabalho.

Daí, além de ficar puto, pensei: para que me serviria mesmo esse selo, se até essa questão eles querem que esteja pronta e sob a responsabilidade do artista?

Particularmente, mandei o selo à merda, pois, embora reconheça os meandros dos tempos atuais, não admito que a música que eu faço seja medida por esse tipo de régua, por mais que eu saiba ser parâmetro para a modernidade oca.

Daí, fechei questão com o que escreveu o compositor e músico Moyseis Marques:

”Antes, o artista era avalizado, seguido e admirado pela sua capacidade técnica, artística, poética e performática. Hoje, o critério é o número de seguidores, views e likes.”

Sinceramente, ainda estou longe de ser convencido de que quantidade pode ser sinônimo de qualidade.

No +, MÚSICABOAEMSUAVIDA!!!????????????

Mais lidas

CPI da Braskem tem 35 dias para concluir investigação, que inclui visita aos bairros destruídos

Com o objetivo de investigar a responsabilidade jurídica e socioambiental da mineradora Braskem no

Sem declarar IR cidadão não pode sequer receber prêmio de loteria que, acumulada, hoje sorteia

O prazo para entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) em

Risco de morte após a febre chikungunya continua por até 84 dias, diz Fiocruz

Em meio à epidemia de dengue e ao aumento de casos por febre chikungunya, um

Saúde volta a alertar alagoanos sobre medidas de prevenção contra a dengue

A Secretaria de Estado de Alagoas (Sesau) volta a alertar a população alagoana sobre

PF indicia filho de Bolsonaro por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

A Polícia Federal em Brasília indiciou Jair Renan Bolsonaro, filho do ex-presidente Bolsonaro, pelos

FAEC anuncia calendário anual de eventos esportivos para o público escolar

A Federação Alagoana de Esportes Colegiais (FAEC) anunciou o calendário anual de eventos para

Bar do Doquinha: o lar enluarado da boemia

Por Stanley de Carvalho* Há 60 anos, quando os portões de Brasília começaram a

Seduc anuncia processo seletivo para a Educação Especial

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) divulgou no último dia 6, no Suplemento

3 Comentários

  • Só nos resta mandar essa gente à m3rda!

  • Obrigado Maria, pela gentileza do seu comentário.
    No +, MÚSICABOAEMSUAVIDA!????????????

  • Obrigado Maria, pela gentileza do seu comentário.
    No +, MÚSICABOAEMSUAVIDA!????????????

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *