sábado 20 de abril de 2024

Motoristas profissionais têm até dezembro para regularizar exame toxicológico

9 de novembro de 2023 2:21 por Vanderlei Tenório

No mês passado, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) referendou, sem alterações no texto, a Deliberação 268/2023, que estabelece o prazo para a realização do exame toxicológico por motoristas profissionais.

Com essa decisão, a deliberação adquiriu status de resolução, determinando que condutores com Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) das categorias C, D e E, que ultrapassaram o prazo de 30 meses (dois anos e meio) para a realização do exame toxicológico, têm até 28 de dezembro de 2023 para regularizar sua situação.

Diante dessa resolução, nosso informativo desta semana aborda algumas dúvidas relacionadas a esse tema.

O exame toxicológico de larga janela de detecção é um procedimento que avalia o consumo de substâncias psicoativas, como álcool, maconha, cocaína e crack, ao longo de pelo menos 90 dias. Essa análise é obrigatória para motoristas das categorias C, D e E, que operam veículos de transporte coletivo, como ônibus e caminhões.

A realização do exame toxicológico é exigida tanto no momento da obtenção quanto na renovação da CNH, além de ser necessária a cada 2 anos e meio. Os motoristas podem verificar o status de seu exame por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT).

Slide 1
Slide 2

A Senatran, órgão responsável pelo trânsito no Brasil, utiliza notificações eletrônicas para alertar, com 30 dias de antecedência, sobre o vencimento do prazo para a realização do exame. A não realização do exame no prazo estabelecido sujeita os motoristas a penalidades, incluindo multa, suspensão da CNH e proibição de dirigir.

A coleta de pequenas amostras de cabelo ou pelos é o método utilizado para o exame toxicológico, que é posteriormente encaminhado a laboratórios devidamente credenciados pelo Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) para análise. Este procedimento visa identificar se houve ou não o consumo de substâncias psicoativas (drogas) em um intervalo de 90 a 180 dias.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), caso o condutor não realize o exame até o término do período determinado pela resolução, estará sujeito a uma multa de R$ 1.467,35 e à atribuição de sete pontos na CNH.

Essas penalidades entraram em vigor após o Congresso Nacional, no início do mês, derrubar três vetos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Lei 14.599, de 2023, que trata do exame toxicológico para motoristas, reinstaurando, assim, a multa por falta do exame.

Mais lidas

CPI da Braskem tem 35 dias para concluir investigação, que inclui visita aos bairros destruídos

9 de novembro de 2023 2:21 por Vanderlei Tenório Com o objetivo de investigar

Sem declarar IR cidadão não pode sequer receber prêmio de loteria que, acumulada, hoje sorteia

9 de novembro de 2023 2:21 por Vanderlei Tenório O prazo para entrega da

Risco de morte após a febre chikungunya continua por até 84 dias, diz Fiocruz

9 de novembro de 2023 2:21 por Vanderlei Tenório Em meio à epidemia de dengue

Saúde volta a alertar alagoanos sobre medidas de prevenção contra a dengue

9 de novembro de 2023 2:21 por Vanderlei Tenório A Secretaria de Estado de

PF indicia filho de Bolsonaro por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

9 de novembro de 2023 2:21 por Vanderlei Tenório A Polícia Federal em Brasília

FAEC anuncia calendário anual de eventos esportivos para o público escolar

9 de novembro de 2023 2:21 por Vanderlei Tenório A Federação Alagoana de Esportes

Bar do Doquinha: o lar enluarado da boemia

9 de novembro de 2023 2:21 por Vanderlei Tenório Por Stanley de Carvalho* Há

Seduc anuncia processo seletivo para a Educação Especial

9 de novembro de 2023 2:21 por Vanderlei Tenório A Secretaria de Estado da

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *