quinta-feira 23 de maio de 2024

Condenado por corrupção, ex-presidente da Braskem vai depor na CPI do Senado

20 de março de 2024 12:19 por Da Redação

Carlos Grubisich será questionado sobre sua gestão na Braskem | Reprodução

O depoimento do ex-presidente da Braskem, José Carlos Grubisich, poderá ser um dos mais polêmicos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado Federal que investiga o crime socioambiental praticado em Maceió. Considerado um alto executivo da Odebrechet, rebatizada depois como Novonor, Grubisich deverá depor após o feriado da semana Santa.

A Novonor, acionista majoritária da Braskem com 38,3% do capital total da mineradora, está no centro de uma crise desfechada a partir do afundamento do solo em uma área correspondente a cinco bairros da capital alagoana, tirando de suas casas cerca de 60 mil pessoas.

O conglomerado econômico Novonor (ex-Odebrechet), que surgiu em 2002 da fusão das empresas Copene, OPP, Trikem, Proppeno, Nitrocarbono e Polialden, alvo da CPI da Braskem, terá ainda que enviar ao Senado seu atual diretor de Relações Institucionais, Claudio Medeiros Netto Ribeiro.

O ex-presidente da Braskem chamado a depor na CPI é o mesmo que, em 2021, foi condenado a 20 meses de prisão nos Estados Unidos, acusado de criar um fundo secreto milionário usado para subornar funcionários públicos e partidos políticos do Brasil, garantindo contratos com a Petrobras.

A gestão dele como presidente da Braskem se deu entre 2002 e 2008.

Segundo o Departamento de Justiça americano, o esquema liderado por José Carlos Grubisich desviou cerca de 250 milhões da Braskem para um fundo secreto, por meio de contratos fraudulentos e empresas de fachada offshore controladas secretamente pela mineradora.

Mais lidas

CPI da Braskem tem 35 dias para concluir investigação, que inclui visita aos bairros destruídos

20 de março de 2024 12:19 por Da Redação Com o objetivo de investigar

Sem declarar IR cidadão não pode sequer receber prêmio de loteria que, acumulada, hoje sorteia

20 de março de 2024 12:19 por Da Redação O prazo para entrega da

Risco de morte após a febre chikungunya continua por até 84 dias, diz Fiocruz

20 de março de 2024 12:19 por Da Redação Em meio à epidemia de dengue

Saúde volta a alertar alagoanos sobre medidas de prevenção contra a dengue

20 de março de 2024 12:19 por Da Redação A Secretaria de Estado de

PF indicia filho de Bolsonaro por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

20 de março de 2024 12:19 por Da Redação A Polícia Federal em Brasília

FAEC anuncia calendário anual de eventos esportivos para o público escolar

20 de março de 2024 12:19 por Da Redação A Federação Alagoana de Esportes

Bar do Doquinha: o lar enluarado da boemia

20 de março de 2024 12:19 por Da Redação Por Stanley de Carvalho* Há

Seduc anuncia processo seletivo para a Educação Especial

20 de março de 2024 12:19 por Da Redação A Secretaria de Estado da

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *