quinta-feira 23 de maio de 2024

Defensoria Pública cobra programa para levar água e saneamento a quilombos

A Defensoria Pública constatou o grave problema de desabastecimento nas comunidades remanescentes de quilombos ao longo do último ano, durante as ações do programa Expresso Quilombola
Foto: Assessoria

A Defensoria Pública do Estado de Alagoas (DPE/AL) ingressou com uma ação civil pública (ACP), na última semana, solicitando a concessão de tutela de urgência, para que Estado dê início à execução do Programa “Água & Mulher”, dentro de 15 dias, conforme o cronograma de execução previamente estabelecido. A petição foi assinada pelos defensores públicos do Núcleo de Proteção Coletiva, Ricardo Antunes Melro, Daniel Coêlho Alcoforado Costa, Isaac Vinícius Costa Souto e Lucas Monteiro Valença.

A Defensoria Pública constatou o grave problema de desabastecimento nas comunidades remanescentes de quilombos ao longo do último ano, durante as ações do programa Expresso Quilombola. Ao buscar soluções para a situação, a Instituição tomou conhecimento do programa estadual “Água & Mulher”, que foi encaminhado à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) no ano de 2021, e deveria ter sido implementado com financiamento do Fundo de Combate à Pobreza (Fecoep), porém, nunca foi colocado em prática.

Diante da situação, a Defensoria Pública tentou contato com a Semarh e a Fecoep para discutir maneiras de acelerar a implantação do programa, no entanto, não obteve respostas satisfatórias.

“Chega a ser chocante visitar qualquer uma das comunidades quilombolas de Alagoas e constatar que muitos ali nunca tiveram a oportunidade de tomar um banho de chuveiro ou de ver água saindo das torneiras. Viver sem acesso adequado à água potável não apenas viola a dignidade humana, mas também o direito à vida. A negação desse acesso afeta várias esferas da vida humana, incluindo o direito à alimentação, à saúde, à qualidade de vida, à subsistência familiar e, em última instância, à própria dignidade e vida”, pontuaram os defensores públicos.

Por Assessoria

Mais lidas

CPI da Braskem tem 35 dias para concluir investigação, que inclui visita aos bairros destruídos

Com o objetivo de investigar a responsabilidade jurídica e socioambiental da mineradora Braskem no

Sem declarar IR cidadão não pode sequer receber prêmio de loteria que, acumulada, hoje sorteia

O prazo para entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) em

Risco de morte após a febre chikungunya continua por até 84 dias, diz Fiocruz

Em meio à epidemia de dengue e ao aumento de casos por febre chikungunya, um

Saúde volta a alertar alagoanos sobre medidas de prevenção contra a dengue

A Secretaria de Estado de Alagoas (Sesau) volta a alertar a população alagoana sobre

PF indicia filho de Bolsonaro por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

A Polícia Federal em Brasília indiciou Jair Renan Bolsonaro, filho do ex-presidente Bolsonaro, pelos

FAEC anuncia calendário anual de eventos esportivos para o público escolar

A Federação Alagoana de Esportes Colegiais (FAEC) anunciou o calendário anual de eventos para

Bar do Doquinha: o lar enluarado da boemia

Por Stanley de Carvalho* Há 60 anos, quando os portões de Brasília começaram a

Seduc anuncia processo seletivo para a Educação Especial

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) divulgou no último dia 6, no Suplemento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *