terça-feira 28 de maio de 2024

Lei de Ronaldo Medeiros devolve mandatos cassados pela ditadura

Ronaldo Medeiros destaca ainda uma das principais características das ditaduras: atacar a representação política
Foto: Divulgação

A Assembleia Legislativa aprovou, na terça-feira (26), Projeto de Resolução de autoria do deputado estadual Ronaldo Medeiros (PT) que devolve mandatos cassados pela ditadura de 1964 e pelo governo governo autoritário de Eurico Gaspar Dutra (1946-1951) que, assim como os generais-presidentes pós-1964, também era militar.

“A Assembleia Legislativa, ao devolver simbolicamente, os mandatos cassados por regimes autoritários em nosso país, reconhece o crime cometido pelo Estado brasileiro contra a democracia e a vontade popular. Como defensor da democracia, fico feliz e honrado com essa aprovação”, comenta o parlamentar.

Ronaldo Medeiros destaca ainda uma das principais características das ditaduras: atacar a representação política, seja nas organizações da sociedade civil, seja na institucionalidade.

Slide 1
Slide 2

“A primeira ação das ditaduras é atacar a política e arrancar do debate público a vontade popular aniquilando seus opositores e, assim, tentar se perpetuar no poder. Por isso, essa resolução de minha autoria tem grande importância histórica e compromisso também com o presente porque o Brasil viveu há pouco um forte ataque à democracia”, afirma o parlamentar.

Com a aprovação da resolução, serão devolvidos, simbolicamente, os mandatos de 16 deputados estaduais alagoanos cassados nos anos de 1948, 1964, 1966 e 1969.

Os mandatos cassados que serão restituídos são de:

André Papini Gois (PCB), cassado em 1948; José Maria Cavalcante (PCB), cassado em 1948; Moacir Rodrigues de Andrade (PCB), cassado em 1948; Claudio Albuquerque Lima (PDC), cassado em 1964; Sebastião Barbosa de Araújo (PSP), cassado em 1964; Jayme Amorim de Miranda (PSP), cassado em 1964; Cyro Casado Rocha (PTB), cassado em 1964, Claudenor Albuquerque Lima, (PSP), cassado em 1964; Luiz Gonzaga Moreira Coutinho (MDB), cassado em 1969; Dincy Torres (MDB), cassado em 1969; Elisio da Silva Maia (MDB), cassado em 1969; Moucir Lopes de Andrade (MDB), cassado em 1969, Luiz Gonzaga Malta Gaia, cassado em 1969; Eraldo Malta Brandão (ARENA), cassado em 1969; Pedro Timóteo (PSP), cassado em 1969; e Roberto Tavares Mendes (MDB), cassado em 1966.

Fonte: Assessoria

Mais lidas

Marielle: a quem se destina a terra?

Por Eliane Brum, do portal Sumauma “Quem possui a terra possui o homem.” Essa

CPI da Braskem tem 35 dias para concluir investigação, que inclui visita aos bairros destruídos

Com o objetivo de investigar a responsabilidade jurídica e socioambiental da mineradora Braskem no

Sem declarar IR cidadão não pode sequer receber prêmio de loteria que, acumulada, hoje sorteia

O prazo para entrega da Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (DIRPF) em

Risco de morte após a febre chikungunya continua por até 84 dias, diz Fiocruz

Em meio à epidemia de dengue e ao aumento de casos por febre chikungunya, um

Saúde volta a alertar alagoanos sobre medidas de prevenção contra a dengue

A Secretaria de Estado de Alagoas (Sesau) volta a alertar a população alagoana sobre

PF indicia filho de Bolsonaro por falsidade ideológica e lavagem de dinheiro

A Polícia Federal em Brasília indiciou Jair Renan Bolsonaro, filho do ex-presidente Bolsonaro, pelos

FAEC anuncia calendário anual de eventos esportivos para o público escolar

A Federação Alagoana de Esportes Colegiais (FAEC) anunciou o calendário anual de eventos para

Bar do Doquinha: o lar enluarado da boemia

Por Stanley de Carvalho* Há 60 anos, quando os portões de Brasília começaram a

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *